Tag Archives: design

Inscrições em Espaços Abertos 2014 | Ilha Design RJ

Postado em: 12/06/2014

Categorias:
banner_site-3-lote-espacos-abertos-adiado

Ilha Design Rio 2014! Dias 22, 23 e 24 de outubro.

____________________________________________________________________

Primeiro lote: até dia 22/06.

Segundo lote:  dia 06/07.

Terceiro lote:  até dia 20/07.

Prorrogação do Terceiro lote:  até dia 15/08.

Inscrições encerradas.

____________________________________________________________________

Resgate o Amor criando uma atividade que gere transformações na vida de todos os envolvidos!

Tem dúvidas quanto a seu espaço aberto? Nós podemos ajudar! Aqui, a ideia que você considera  simples pode se tornar a melhor atividade do evento! Mande um e-mail para conteudo@ilhadesign.com.br e fale com a equipe!! Venha ser um Ilheiro!

Passos para Inscrição

1. Veja o vídeo e conheça o Ilha Design

2. Leia o edital de Espaços Abertos

3. Faça sua Inscrição abaixo

Inscrições encerradas.

 

 

Inscrições em Oficinas 2014 | Ilha Design RJ

Postado em:

Categorias:
banner_site-3-lote-oficinas-adiado

Ilha Design Rio 2014! Dias 22, 23 e 24 de outubro.

____________________________________________________________________

Primeiro lote: até dia 22/06.

Segundo lote:  dia 06/07.

Terceiro lote:  até dia 20/07.

Prorrogação do Terceiro lote:  até dia 15/08.

Inscrições encerradas.

____________________________________________________________________

Resgate o Amor criando uma atividade que gere transformações na vida de todos os envolvidos!

Tem dúvidas quanto a sua oficina? Nós podemos ajudar! Aqui, a ideia que você considera  simples pode se tornar a melhor atividade do evento! Mande um e-mail para conteudo@ilhadesign.com.br e fale com a equipe!! Venha ser um Ilheiro!

Passos para Inscrição

1. Veja o vídeo e conheça o Ilha Design

2. Clique aqui e confira o edital de oficinas!

3. Faça sua Inscrição abaixo

Inscrições encerradas.

Lembrando que a sua oficina pode ser ministrada por você sozinho ou com um amigo!

- – - – - – - – - – - – - – - – - – - – - – - – - – - – - – - – - – - – - – - – - – - – - – - – - – - – - – - – - – - -

Outros Editais

Edital de Espaço Aberto. 

 

Ilha Design Pintando o 7

Postado em: 19/08/2013

Categorias:
,
banner_site_960x365

Ilha Design Rio 2013! Dias 16, 17 e 18 de outubro.

Quem nunca foi criança? Quem nunca fez traquinagem? Quem nunca pintou o 7? Toda criança apronta, e através disso ela brinca, se diverte e cria!

Neste sétimo ano, o Ilha Design quer utilizar essa energia criativa e divertida! Portanto, desta vez estaremos todos Pintando o 7 juntos! Vamos imaginar, brincar, criar e se divertir!  Unir o que tem de bom nas 7 artes com o que tem de bom na infância! Venha ser criança de novo e participar do Ilha Design 2013 – Pintando o 7!

Inscrições de Oficinas | Ilha Design RJ

Postado em:

Categorias:
oficinas_lote3_960x365

Ilha Design Rio 2013! Dias 16, 17 e 18 de outubro.

Terceiro lote até domingo dia 22/09.

É criativo? Tem ótimas idéias para criar uma atividade com crianças, tem algumas habilidades e  conhecimentos que queira transmitir?

Inscrições encerradas!

Acompanhe o Ilha Design Rio 2013 pelo nosso perfil no Facebook!

Não sabe o que ensinar? Nós podemos ajudar! O Ilha Design também é o seu lugar. Aqui, a ideia que você considera  simples pode se tornar a melhor oficina do evento! Mande um e-mail para conteudo@ilhadesign.com.br e fale com a equipe!! Venha ser um Ilheiro!

Lembrando que a sua oficina pode ser ministrada por você sozinho ou com um amigo!

- – - – - – - – - – - – - – - – - – - – - – - – - – - – - – - – - – - – - – - – - – - – - – - – - – - – - – - – - – - -

Veja o vídeo institucional do Ilha Design e entenda a emoção que te espera!

O que eu faço com esse skate velho?

Postado em: 05/04/2013

Categorias:
sk8-carlos

O que não conseguimos reutilizar hoje em dia?! É difícil pensar, pois com um pouco de criatividade conseguimos transformar coisas que se tornaram inúteis em algo que possa ter valor novamente.

Então, aquele skate velho que está abandonado, também pode ter serventia novamente! Podemos pensar nele não só como um pedaço de madeira resistente, mas como algo “cool” e que não terá aquela cara de “trouxe lixo pra minha casa para ser ecológico”.

As possibilidades são infinitas, desde instrumentos musicais a vestuário. Veja alguns exemplos:

Skate e música tem tudo a ver. Então por que não uma guitarra feita de skate?! Foi o que fizeram os amigos argentinos  Ezequiel Galasso e Gianfranco de Gennaro:

Por ter um material resistente, outra ideia é utilizar como degrau de escada:

Como não poderia faltar, também tem capa para iPhone:

Uma prancha feita de outra prancha, mas para um esporte diferente:

Utilizou o shape do skate mas não sabe o que fazer com os trucks? Uma utilidade bem legal pra eles:

Ou até algo bem simples, como um abridor de garrafas, feito pelo Designed Good:

Que tal esta linha de óculos, com armações feitas com skate reciclado?

Estilosos móveis para sua casa:

E esculturas, feitas pelo artista guatemalteco Dario Escobar:

E outras, feitas pelo artista japonês Haroshi:

Tudo isso tem a ver com o Ilha Design e mais ainda com o nosso tema do ano de 2013, mas isso, é assunto pra outro post!

Post por Carlos Victor da Silva.

Design Sustentável

Postado em: 17/05/2012

Categorias:
imagem_1

Em tempos de Rio +20, a palavra Sustentabilidade está em alta. Aproveitando a deixa, que tal entender como o Design se encaixa nessa história toda?

O Design Sustentável, como o nome já diz, tem como pilar de sustentação o tripé da Sustentabilidade: Sociedade, Meio Ambiente e Economia. O profissional que faz design para a sustentabilidade busca projetar produtos economicamente viáveis, ecologicamente corretos (que tenha a preocupação de minimizar seus impactos ambientais) e socialmente equitativos (justos).
Para ficar mais claro, vamos definir melhor esses três pontos:

  •  Produtos economicamente viáveis: Não deve ter um custo excessivo tanto na fase de produção quanto no valor final do produto, garantindo assim o acesso ao maior número de consumidores possível.
  • Produtos ecologicamente corretos: Uso de materiais de baixo impacto ambiental (menos poluentes, não-tóxicos, produzidos sustentavelmente, reciclados, ou que utilizem menos energia na fabricação); produtos que durem mais, gerando menos lixo (qualidade e durabilidade); projetos que sobrevivam ao ciclo de vida e criação de ciclos fechados sustentáveis (possibilitando a reciclagem). É aqui que entra o conceito dos “3 R’s”: Reduzir, reutilizar e reciclar .

É importante destacar que dizer que um produto é sustentável não significa que ele não cause impacto algum sobre o meio ambiente. O design para sustentabilidade busca a minimização destes, já que é impossível uma produção ter impacto zero.

  • Produtos socialmente equitativos: Buscar oferecer com o design recursos para superar as barreiras da desigual dade social e tecnológica, resgatando assim a cidadania e a dignidade geradas pelas oportunidades de desenvolvimento.

A Bienal de Design do ano de 2010 que aconteceu na cidade de Curitiba teve como tema central “Design, Inovação e Sustentabilidade”, expondo diversos projetos sustentáveis. A fim de ilustrar o nosso assunto, selecionei três deles que mostram diferentes abordagens do design sustentável:

 

Sinalização para o evento “Viva a Mata”

Design por: equipes de Karina Castardelli e Nido Campolongo, São Paulo, SP

Produção: Fundação SOS Mata Atlântica, São Paulo, SP

Foto: Carlos Piratininga

Viva a Mata é um evento anual que mostra as iniciativas criadas em prol da Mata Atlântica. O papelão foi o suporte do projeto, sendo nele trabalhados elementos antropomórficos (com formas humanas) ligando o homem à natureza, representando a relação existente entre eles. Todo o lixo gerado durante o evento foi reunido por uma cooperativa de catadores e os banners e faixas reutilizados na fabricação de novos produtos como bancos e sacolas para a ONG.

 

Berço Esplêndido

Design por: Bolaioto / Paulo Pelá, Rio de Janeiro, RJ

Produção: Polionda, São José dos Pinhais, PR

Foto: Paulo Pelá

Berço portátil e desmontável projetado para atender recém nascidos até os nove meses de idade para abrigos em situações de emergência. Depois do lançamento, acabou alcançando outro nicho do mercado: berço para pequenos deslocamentos dos bebês (casa da avó, casa de praia…). É de fácil montagem e utiliza apenas encaixes.

 

Selo Agricultura Familiar

Design por: Nexo Design (Naotake Fukushima e Gerson Luiz Cordeiro), Curitiba, PR

Produção: Lapinha Orgânicos, Lapa, PR SPA Lapinha produz alimentos orgânicos há mais de quarenta anos e precisava explicitar o processo de manufatura dos seus produtos, sendo o selo a solução encontrada. A empresa auxilia os pequenos agricultores da região Lapa (PR), contribuindo para a fixação das famílias no campo e incentivando a produção orgânica. O selo é impresso em caixas de papel kraft e as embalagens de vidro com tampas de alumínio, pensando na reutilização/reciclagem.

Afinal de contas, por que trabalhar com design sustentável?

O design é peça fundamental para a aceitação de um produto pelos consumidores e é partindo desse ponto que assumimos o papel de “modificadores de padrão de consumo”, pois o nosso processo de criação atua como gestor (administrador) de processos de transformações comportamentais.

 

Quando pensamos um projeto sustentavelmente, estamos indo além de aumentar as possibilidades de venda, estamos poupando o meio ambiente de maiores impactos e contribuindo para o exercício da responsabilidade social. Fazer design sustentável é projetar para a pessoa e não apenas para o mercado, é projetar no presente pensando no futuro, é fazer design completo.

Fonte: Catálogo da Bienal Brasileira de Design 2010 – Curitiba, PR

 

[Por Camille Moraes]

Design Possível: desenvolvimento social e design

Postado em: 09/04/2012

Categorias:
design_possivel_logo

Em 2010 o Ilha Design participou de uma Conferência Internacional sobre Sustentabilidade através do Design na Índia. Em um novo post falarei um pouco mais sobre a Conferência e a experência nesse país tão plural. Na ocasião, tive o prazer de conhecer Ivo Pons, presidente e fundador da Ong Design Possível, um super exemplo de como o Design pode ser um negócio social.

O Design Possível é uma rede de desenvolvimento social que aplica design para desenvolver produtos, executar gestões produtivas, fortalecer a comunicação ou outras necessidades que impliquem na contribuição para geração de renda e estímulo ao desenvolvimento humano e social. A ideia dos designers e educadores sociais envolvidos é estimular o empreendedorismo social “promovendo a formação de pessoas e articulando o desenvolvimento de produtos bem aceitos pelo mercado”.

Focados no Terceiro Setor¹ a equipe Design Possível procura estimular nas pessoas o desejo de empreender e oferece em seus cursos um formação técnica chamada Possíveis Empreendedores, que mescla design e empreendedorismo popular.

“No Design Possível formam-se pessoas e não apenas negócios. E produtos sustentáveis que sejam não apenas atrativos, mas também uma ferramenta de geração de renda e de inserção de mão-de-obra qualificada no mercado de trabalho.” (Design Possível)

Como um case de sucesso, ressalto o Cardume de Mães que participou da formação técnica-empreendedora “Possíveis Empreendedores” e já colhe os frutos da dedicação do grupo e do conhecimento adquirido.

O Cardume de Mães é formado por mães da comunidade do Campo Limpo em parceria com a ONG Projeto Arrastão e com O Design Possível. O grupo busca a geração de renda através da venda de produtos artesanais feitos com materiais reutilizados como banners, retalhos de tecidos, garrafas pet, etc.

Vale uma conferida nos projetos que o Cardume tem abraçado!

 

O Design Possível conta ainda com muitos outros grupos produtivos que você pode conhecer e colaborar. Para saber mais acesse o site da ONG: www.designpossivel.org

O Design Possível acredita num design ecologicamente correto, socialmente justo e economicamente viável, caminhando lado a lado com os princípios do Ilha Design e servindo de grande inspiração.

E você? Acredita em um Design Possível?

——————–
1.Terceiro Setor – o Terceiro Setor é o conjunto de entidades da sociedade civil com fins públicos e não-lucrativas. (Fonte Wikipédia, http://pt.wikipedia.org/wiki/Terceiro_setor – em 30/03/2012)

——————–
Fontes:
www.designpossivel.org
www.cardumedemaes.blogspot.com

http://www.projetogenerosidade.com.br/tag/cardume-de-maes/

[Por Elis Anjos]

Pulse: Design Interativo para Deficientes Auditivos

Postado em: 04/02/2012

Categorias:
pulse

Mais uma vez o design é eficaz em trazer soluções para os obstáculos do cotidiano das pessoas. A interatividade dentro do design é usada como uma ponte entre o usuário e o produto para proporcionar a melhor experiência homem-máquina possível, adequando  respostas do sistema ao uso, balanceando interação e usabilidade, buscando possibilidades tecnológicas e obtendo uma melhor aceitação no mercado.
Na Pulse a interação é a chave da usabilidade do produto, pois a pulseira é projetada para transformar sons em vibrações para deficientes auditivos, auxiliando-os em situações que podem ser de risco ou habituais, como atravessar ruas, dirigir, atender telefones e campanhias da porta de casa. A pulseira também altera as vibrações de acordo com a altura e a distancia dos sons, para tornar mais perceptíveis aos deficientes auditivos, e um display que informa visualmente a distância, o tipo de som e os decibéis, bem como a sua direção. Alguns sons são reconhecidos automaticamente e indicados visualmente por meio de ícones representativos, desse modo quando um som for detectado, o ícone é apresentado no visor do dispositivo. Possui também uma opção liga/desliga.

Esse projeto comprova a relevância do design para inovação e o avanço da sociedade ao produzir bens que se baseiam na real necessidade do homem. Também expressa a interatividade dentro do design , onde o design “é o fator central da humanização inovadora de tecnologias e o fator crucial para o intercâmbio econômico e cultural” ICSID - The International Council of Design Societies
Foi desenvolvido por Aline Bertoldi, Marcia Hentges, Monica Possel e Simone Cervantes, no curso de especialização em Design de Interação do Instituto Faber-Ludens, em Curitiba. Foi inscrito para o IxDA 2011, mas não ficou entre os finalistas, e hoje tenta sua participação pela lista de votação popular para o IxDA 2012.

Fonte : http://www.faberludens.com.br/pt-br/node/7885
[Por Ana Carolina Rodrigues]