Masdar, a cidade sustentável

Postado em: 18/04/2013

Categorias:
Capa

Os Emirados Árabes Unidos são mundialmente reconhecidos por seus luxuosos e ousados projetos arquitetônicos, variando desde Burj Khalifa[1] em Dubai, que com 829,8 metros de altura é a construção mais alta já feita pelo homem, até construções como a Capital Gate [2], a torre mais inclinada do mundo em Abu Dhabi, capital dos Emirados Árabes Unidos:

Todo esse luxo no meio do deserto é possível devido a exorbitante riqueza proveniente da abundância de petróleo na região. Tal abundância de petróleo fez com que seu preço fosse menor, gerando um uso indiscriminado desse tipo de fonte de energia, o que culminou no título de país com maior pegada de carbono per capita do mundo [3].

Não satisfeitos com a situação, os governantes de Abu Dhabi lançaram um plano[4] para reduzir a dependência da economia nos derivados de petróleo e aumentar o foco em indústrias baseadas em conhecimento, previsto para ser concluído em 2030. Nesse plano, a prioridade é construir uma economia sustentável que beneficie a todos.

A cidade de Masdar [5] é resultado da busca pelo conhecimento e pela economia sustentável. Masdar quer dizer “a fonte”, indicando que a cidade é fonte de inovação e conhecimento nas áreas de tecnologia limpa e energias renováveis. A cidade depende majoritariamente de energia solar, sendo o resto da energia necessária suprida por outras fontes de energia também renováveis. A cidade almeja ser ecologicamente sustentável, com emissão de carbono e desperdício zero, além de ser uma cidade livre de carros.

Por ser uma cidade projetada desde o seu início, todas as decisões foram tomadas para que os objetivos fossem alcançados. Por exemplo, para reduzir a temperatura da cidade, ela está sendo construída com ruas estreitas, onde os prédios geram grandes áreas de sombra sobre as ruas e os carros foram substituídos por veículos elétricos no sistema PRT (Personal Rapid Transit) [6].

Além disso, para minimizar gastos com climatização as construções contam com novas tecnologias de isolamento térmico. Também foi construída uma Torre de Vento com 45 metros de altura (aproximadamente da altura de um prédio de 15 andares), capaz de capturar correntes de ar mais frio em níveis superiores e direcioná-las para o nível da rua.

A cidade busca fornecer um ambiente em que inovação e conhecimento nas áreas de tecnologia limpa e energias renováveis possam florescer. Para isso, o já em funcionamento Instituto de Ciência e Tecnologia de Masdar [7] oferece programas de mestrado e doutorado nessas áreas, as oportunidades valem não só para pessoas da região, mas também para intercambistas. Inclusive, dois estudantes de nosso país já aproveitaram essa oportunidade [8].

Inicialmente, o projeto possuía previsão para terminar em 2016, mas devido à crise econômica mundial a previsão de término foi alterada para 2025. Ainda assim, o Instituto de Tecnologia já se encontra em funcionamento. Vamos torcer para que esta iniciativa e as que ainda estão por vir sejam bem-sucedidas. Nosso planeta agradece.

Post por Vitor Borges.

Fotos:

  1. http://upload.wikimedia.org/wikipedia/en/2/2f/Burj_Khalifa_building.jpg

  2. http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/2/27/Capital_Gate.JPG

  3. http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/1/11/Masdar_city_%283%29.jpg

  4. http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/6/6e/Masdar_PRT_%281%29.jpg

  5. http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/9/94/Masdar_city_%281%29.jpg

  6. http://www.masdar.ac.ae/gallery/yoto40mrx269.jpg

Capa – http://www.industryleadersmagazine.com/wp-content/uploads/2011/05/masdar-2.jpg